Função

Tem um papel muito importante no metabolismo dos hidratos de carbono, proteínas e gorduras. Tem um contributo significativo na manutenção e reparação de todas as células e tecidos sendo muitas vezes aplicada na pele e mucosas para acelerar o processo de cura de feridas (cortes e raspões), úlceras (escaras) e inflamações (queimaduras e eritema da fralda).

Quantidade diária

  • Adultos – 5mg
  • Crianças até 9 anos – 2 a 5mg
  • Crianças até 1 ano – 1,7 a 2 mg

Fontes Principais

O termo pantoténico tem origem na palavra grega “pantos” que significa “em toda a parte”. Assim, e tal como o nome indica, a vitamina B5 ou ácido pantoténico pode ser encontrada na maioria dos alimentos de origem vegetal e animal: ovos, carne, vísceras, brócolos, tomate, abacate, lentilhas, couve-flor, cereais integrais, etc.

Sinais de Carência

Os casos de deficiência desta vitamina podem surgir num contexto de desnutrição global em situações de fome e graves carências alimentares.

Os sinais e sintomas de carência variam, mas envolvem geralmente astenia, náuseas, vómitos, diarreia, dores abdominais, alopécia, úlceras cutâneas, cefaleias, insónias, depressão, irritabilidade, fadiga, parestesias, dor, queimaduras nas extremidades, hipoglicémia e aumento da sensibilidade à insulina