Dor Crónica

Podemos definir dor crónica como aquela que persiste por mais de 3 meses, sem alívio significativo. A sua causa pode ser variada, mas geralmente indica uma disfunção no sistema nervoso ou fibras nervosas, usualmente associado com uma doença crónica de base, como a artrite reumatóide, artrose, fibromialgia ou cancro, por exemplo.

 

Em todos estes casos a dor torna-se algo tão impactante na qualidade de vida da pessoa que deixa de ser apenas um sintoma e passa, por si só, a ser identificada como uma doença.

 

Como Tratamos a Dor Crónica

O tratamento dependerá sempre da correta identificação do fator inicial, ou seja, da doença de base que potencia a ocorrência da sintomatologia álgica.  Contudo, seja qual a origem, haverá sempre um fator inflamatório associado à afecção neurológica ocorrida.

 

O método de abordagem à lesão inflamatória, utilizado nas nossas clínicas, permite atuar rapidamente na dor e, em simultâneo, identificar e agir sobre a patologia de base, promovendo uma recuperação mais eficaz, rápida e com sucesso a longo prazo.

 

Conheça o Nosso Método Exclusivo

O Método Integrativo de Gestão da Lesão Inflamatória (MIGEL) foi desenvolvido pelo Dr. Miguel Fernandes ao longo de anos da sua prática clínica. Este método baseia-se na integração entre a ciência médica moderna e as terapias não-convencionais, à luz das últimas descobertas científicas sobre os benefícios da integração destes métodos.

 

É priorizada a intervenção de base preventiva, encarando o fenómeno da inflamação como um processo fisiológico sistémico, com particularidades em cada paciente.

 

O método é composto por uma abordagem holística que se foca em três eixos:

 

1. Abordagem à lesão principal: Reduzir dor, inflamação e queixas principais são a nossa prioridade. Procuramos resultados imediatos na melhoria da qualidade de vida dos nossos pacientes;

 

2.  Avaliação o perfil inflamatório: Análise integral do paciente avaliando outros problemas de saúde, estilo de vida, saúde mental e outros fatores que se relacionem ou estejam relacionados com os sintomas inflamatórios;

 

3. Otimização celular: Recorrendo sobretudo à inovação da Ozonoterapia e à Nutrição Funcional, o objetivo é capacitar o organismo para levar os níveis de oxigenação, regeneração celular e metabólica ao máximo, exponenciando as suas capacidades, prevenindo envelhecimento e inflamação.

 

Artigos Recentes

Nutrição, Paleo, Receitas

Panquecas de Bacon

Hoje apresentamos um petisco apetitoso para o seu pequeno-almoço. No entanto, estas panquecas de bacon, levemente doces, são uma alternativa saudável e natural, sem arrependimentos. Macios, salgados, com um ligeiro